Posse da Nova Diretoria Aconteceu na ACIC

wdevel 17 de julho de 2018

Diretoria que estará à frente da Associação Comercial no biênio 2018/2020, tem como presidente o empresário Hércio Correia de Oliveira, que foi empossado junto com os demais integrantes da chapa “Cianorte Sem Fronteiras”. Na mesma ocasião tomaram posse os Conselhos Superior, Conselho Fiscal, Conselho do Jovem Empresário e Conselho da Mulher Empresária, da ACIC Cianorte.

Homenagens marcaram posse da diretoria da Associação Comercial e Empresarial de Cianorte, eleita para o biênio 2018-2020. Evento aconteceu (06/07) na sede da ACIC, onde associados, autoridades e convidados, participaram de solenidade e coquetel de confraternização.

A nova diretoria que estará à frente da Associação Comercial e Empresarial de Cianorte no Biênio 2018-2020, tem como presidente o empresário Hércio Correia de Oliveira, que foi empossado junto com os demais integrantes da chapa ‘Cianorte Sem Fronteiras’. Também tomaram posse o Conselho Fiscal; o Conselho Superior, sob a presidência do empresário Valdir Blaszczak de Souza; o Conselho da Mulher Empresária, sob a presidência da empresária Silvana Aparecida de Souza; e o Conselho do Jovem Empresário, sob a presidência da jovem empreendedora, Laura Berner Rocha.

Em sua fala, o presidente da ACIC, Hércio Correia, mencionou brevemente sua trajetória até a chegada à presidência da Instituição, da qual já faz parte há mais de 30 anos. O Presidente falou ainda sobre a continuidade dos trabalhos na ACIC e agradeceu sua nova diretoria, convidando a todos para permanecerem unidos em prol da classe empresarial. “Minha participação constante aqui na ACIC é porque eu sinto que é meu dever colaborar, já que a instituição é dos empresários e por eles deve ser administrada… eu serei o ‘motorista’, mas conto com meus diretores para serem o ‘motor’ desta administração”.

A presidente do Conjove, Laura Berner, falou sobre sua satisfação em liderar o Conselho. “Me sinto preparada para assumir esta responsabilidade, desde criança aprendi que nós somos capazes de construir nosso futuro”, afirmou.

Já a Presidente do Conselho da Mulher, Silvana Souza, falou sobre o compromisso do Conselho da Mulher em promover ações que valorizem ainda mais o papel da mulher no cenário empresarial, e ao final entregou uma rosa para cada conselheira simbolizando a sensibilidade diferencial na gestão feminina nos negócios.
No último ato da solenidade, foi realizado o descerramento da foto da Galeria de Presidentes, do empresário João Carlos Testa, que presidiu a Instituição, na gestão 2016/2018. “O ciclo da Gestão 2016/2018 chegou ao fim, mas isso não encerra o meu compromisso de ser voluntário, portanto, tenho a convicção que ensinei, aprendi e que estou saindo melhor do entrei”, afirmou Testa.

Homenagens aos Integrantes dos Conselhos

Presidentes da gestão 2016-2018 (em nome dos componentes de cada Conselho) e diretores que encerraram suas atividades na ACIC, receberam homenagens de agradecimento.

Representando o Conselho da Mulher Empresária, a Presidente da gestão 2016-2018, Nilsara Maria Coelho, agradeceu pela experiência na Associação Comercial. “Junto com minhas conselheiras, tentamos dar o melhor de nós pelo associativismo”, disse agradecendo as demais empresárias que trabalharam pelo Conselho nos últimos 2 anos, lembrando ainda do apoio e aconselhamento dado pelo senhor Oswaldo Tonelli (in memorian), no início de sua gestão.

O Presidente do Conselho do Jovem Empresário, gestão 2016-2018, Anderson Matos, que recebeu a homenagem em nome do CONJOVE, expressou sua gratidão aos colegas e parceiros que apoiaram os eventos do Conselho.

Em nome do Conselho de Administração, o Presidente da gestão anterior, João Carlos Testa, recebeu sua placa de reconhecimento das mãos do atual Presidente da ACIC, Hércio Correia de Oliveira. Para Testa, o sentimento de todos de sua gestão deve ser de dever cumprido. “Fizemos um planejamento e conseguimos cumprir 99% dele, além das ações que foram somadas ao que estava planejado. Todos foram muito importantes para os resultados alcançados”, reconheceu. João Carlos Testa e sua diretoria, receberam ainda uma vídeo-homenagem, com o resumo das ações da Gestão 2016/2018.

Presidências dos Conselhos foi Renovada

A solenidade de posse da gestão 2018-2020 da Associação Comercial e Empresarial de Cianorte, empossou oficialmente os Conselhos eleitos no dia 22 de maio de 2018: Fiscal, Superior, Conselho de Administração; além do Conselho da Mulher Empresária e do Jovem Empresário.

Os primeiros a subirem no palco para o juramento de posse foram os integrantes do Conselho Superior, que é o órgão fiscalizador dos atos praticados pelo conselho de administração na condução dos assuntos sociais, principalmente no que concerne ao cumprimento do estatuto social. Em sua fala, o Presidente Valdir Blaszczak falou sobre a importância do compromisso de cada um para que os trabalhos tenham sucesso. “Sempre digo que o diferencial em qualquer ambiente de trabalho está nas pessoas. São elas que fazem as coisas acontecerem”.

Depois foram convidados para o juramento de posse, os integrantes do Conselho Fiscal, que é o órgão fiscalizador das finanças da Associação Comercial. Representando o Conselho, o contador Koiti Shinohara, tomou a palavra e narrou sua história com a ACIC, que remonta aos primeiros anos da instituição, quando ele trabalhou ao lado de um dos fundadores, Albino Turbay (in memorian).

Em seguida foi a vez do Conselho da Mulher, que é formado por mulheres empresárias, executivas e profissionais liberais de vários segmentos, tomar posse sob a presidência de Silvana Aparecida de Souza. Depois das mulheres, tomaram posse no Conselho do Jovem Empresário, que é formado por empresários com idade até 35 anos, filhos de empresários, profissionais liberais e jovens empreendedores vinculados às empresas associadas à ACIC, que tem por objetivo dar suporte e preparar jovens lideranças de Cianorte.

Por fim, aconteceu a posse do Conselho de Administração, que é o órgão administrativo da ACIC, constituído por representantes de empresas associadas, e responsável direto pela administração geral da entidade. “O compromisso de nossa gestão será estreitar os laços entre associados e ACIC, buscando, na medida do possível, colocar em prática as ideias sugeridas por eles. Estamos assumindo a presidência da ACIC como forma de dar nossa colaboração para a entidade e vamos, dentro do nosso ‘jeito de governar’, fazer uma administração que vise o fortalecimento do conceito da entidade junto aos seus associados”, finalizou o Presidente Hércio Correia de Oliveira.


Conheça o Conselho de Administração que estará à frente da ACIC no Biênio 2018-2020


Presidentes


PERFIL DO PRESIDENTE

Hércio Correia de Oliveira

Há mais de 32 anos atuando em endereços no centro do comércio cianortense, Hércio Correia de Oliveira viu da porta de sua empresa inúmeras transformações no comércio de Cianorte: empresas fechando, outras abrindo, e muitas crescendo e se modernizando para acompanhar o mercado.

Por: Lenir Guilhem

Nascido em 21 de junho de 1949, Hércio teve como maior exemplo de caráter e conduta, seu pai: um homem enérgico que amava seus filhos e era amado por eles. “Meu pai foi sempre muito firme no tratamento conosco. Somos 8 irmãos, todos bem estabelecidos graças aos ensinamentos que ele e nossa mãe sempre nos passaram. Trabalharam muito para nos criar e nos dar uma vida o menos dura possível, apesar da dureza da vida do campo. Nossa vida de agricultores sempre foi na cultura do café no município de Maringá até 1955 e de 1956 até 1969 em Japurá, já em terra própria.”

Em 1969, mudou com a família para Campinas onde fez o Curso Técnico em Comércio na Escola Bento Quirino. “Saí da roça com 20 anos de idade para enfrentar uma grande cidade e utilizávamos ônibus lotado à noite para ao colégio estudar. Nós ficamos lá até julho de 1970 quando retornamos para Japurá, moramos lá por 15 dias e nos mudamos para Cianorte”. Até então a família trabalhava na lavoura, mas Hércio já tinha tido suas primeiras experiências profissionais, ainda no estado de São Paulo: frentista de posto de combustíveis e funcionário da construtora Camargo Corrêa na construção da Refinaria da Petrobrás de Paulínia.

Chegando em Cianorte em 1970, consolidou sua vida no ramo do comércio, primeiro compraram um bar e sorveteria com o nome de Bar Ouro Verde, onde hoje funciona a Katita Lanches, na praça 26 de Julho e que também servia refeições. Ali trabalhava com seu pai, sua mãe e 3 irmãos. Já no final daquele ano, com 21 anos de idade, Hércio Correia iniciou no setor bancário, onde acumulou a experiência profissional mais importante de sua vida: primeiro no Banco Mercantil de São Paulo, começou como auxiliar de escritório e saiu em 1975 como contador do banco, para trabalhar no Unibanco, na carteira rural; e em 1978 foi promovido a Gerente Geral da Agência em Cianorte até 1983, quando foi transferido para a agência de Campo Mourão, onde em janeiro de 1986, foi como substituto para a superintendência do Unibanco, em Londrina, por 40 dias. Quando retornou a Campo Mourão foi lhe oferecido uma promoção para a superintendência de agência de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, mas com família já constituída em Cianorte, Hércio resolveu sair do banco, voltar para Cianorte e trabalhar na empresa da família, a Ótica Ademar, já que o seu irmão Ademar, fundador da empresa, havia se mudado para Maringá , ficando a empresa aos cuidados do outro sócio e irmão, Jurandir, que teve como seu primeiro emprego em Cianorte Escritório de Contabilidade.

Em Maringá, Ademar, em sociedade com seu outro irmão, Darcy, que já morava lá e trabalhava como contador em uma empresa distribuidora de bebidas, constituiu uma nova empresa no ramo de produtos óticos: a Índio Produtos Óticos e Laboratório Ótico, hoje uma das maiores do ramo no país. Mais tarde juntou-se a eles, outro irmão, o caçula da família, Orlando, Engenheiro Agrônomo, depois de alguns anos de relevantes serviços prestados à Emater.

Das experiências que o empresário adquiriu desde o início de sua vida profissional, uma em especial o emociona: os 16 anos trabalhando no sistema bancário, onde teve uma carreira ascendente, iniciada por ele como auxiliar de escritório e encerrada, também por ele, como superintendente. O jovem de 21 anos que honrou a indicação de seu pai, cliente do primeiro banco que lhe deu a primeira oportunidade de trabalho na área, pode comemorar uma carreira de sucesso como funcionário exemplar. “O Banco foi a grande universidade da minha vida. Quando eu entrei no banco eu entrei porque alguém confiou em mim, por isso eu sempre me dediquei muito ao meu trabalho e ao que me era confiado. Eu cuidava do meu trabalho como eu cuido da minha empresa, sempre fazendo o que tem que ser feito”, relembra o empresário.

Com o rol profissional na área de atendimento, adquirida em seus empregos no sistema bancário, o desafio do comércio parece ter sido menos árduo, mais não menos trabalhoso, mas nada que não pudesse ser vencido pelo empresário que é visivelmente movido pelas emoções. “Eu sou bastante emoção, porque eu sou humano. Temos que sempre compreender que o ser humano é passível de falhas. As pessoas muito frias tratam os outros também com frieza, e isso se estende para o campo profissional”.

Exemplo de Gestão em Negócios de Família

Casado desde 5 de abril de 1975, com Nerci Aparecida Cenzollo de Oliveira, com quem tem 2 filhos: Eliane Correia de Oliveira Mendes, casada com Carlos Alberto Mendes, pais de seus netos Natalia Camila Correia Mendes e Luis Felipe Correia Mendes (in memorian); e de Ricardo Correia de Oliveira, casado com Gislaine Faidiga de Oliveira, pais de mais dois outros netos seus: Lucca e Heitor. O empresário conseguiu consolidar o crescimento da empresa familiar dando continuidade à Ótica Ademar, fundada pelo seu pai e seu irmão Ademar. “Meu irmão foi o grande semeador dessa sementinha que gerou uma árvore que cresceu frondosa com a capacidade que ele teve de fazê-la produtiva e ter a preferência do público usuário de óculos”, relembra Hércio, demonstrando porque a empresa é considerada um exemplo de gestão de negócio de família. “Eu tenho uma família maravilhosamente bem constituída”, declara e enfatiza o orgulho de ter hoje seus filhos na empresa. Ricardo, já há 18 anos, é o grande responsável pela consolidação do crescimento da Ótica Ademar, e Eliane, que está na empresa há pouco tempo, mas já demonstra seguir o mesmo caminho do irmão. “Eu até poderia deixar a empresa por conta deles, mas eu vivo de movimento, não consigo ficar parado”, relata.

O empresário menciona que a transferência de responsabilidades para os filhos aconteceu de forma natural, inserindo-os nos trabalhos da empresa e delegando poder, conforme apresentavam curiosidade e dando o espaço necessário para que eles fossem senhores de suas próprias decisões. Hércio acredita que em empresas familiares, se o titular da empresa for gradativamente transferindo responsabilidade aos familiares e lhes sendo o orientador, percebendo o interesse desses pelo negócio, é importante que a partir daí, abra espaço para que eles apliquem suas ideias no negócio. O momento de iniciar a transferência de gestão, seria então quando se percebe o êxito nas novas ideias implantadas. “Esse é o momento de dar oportunidade para que tenham a liberdade de colocar em prática as suas aptidões, o que, com certeza, dará a empresa uma sequência na sua evolução. É natural no comportamento humano que nossas ideias ‘envelheçam’ com a gente, por isso é importante abrir espaço e respeitar as ideias dos mais jovens, para dar continuidade e inovar nos negócios”.

Para Hércio, em empresas familiares, como em qualquer outra, é necessário dar atenção especial ao atendimento. “Nós sabemos que o atendimento é o que marca as pessoas, e elas vão vender essa boa imagem aos amigos. Agimos sempre com respeito aos clientes e nossa equipe, desde a sua seleção, já está focada nisso. Acreditamos que por isso temos, já há 42 anos, a confiança dos nossos clientes, tão necessária para a sua fidelização”.

 

Longa Experiência com o Associativismo

A Ótica Ademar fez sua adesão à Associação Comercial e Empresarial de Cianorte, em agosto de 1977, e com a ida de Hércio Correia para a empresa, em 1986, ele passou a participar mais ativamente da instituição, e no dia 22 de maio de 2018, foi eleito Presidente da ACIC.

 

LINHA DO TEMPO  – HÉRCIO CORREIA DE OLIVEIRA

1949 – Nasce em 21 de junho de 1949, em Maringá.
1955 – Seu pai adquire uma propriedade rural em Japurá.
1957 – Vem com sua família morar em Japurá, em propriedade rural .
1957 – Inicia sua vida escolar na Escola Isolada Barão do
Cerro Azul, em Japurá – PR.
1968 – Conclui o curso ginasial no Ginásio Estadual de Japurá.
1969 – Muda com a família para Campinas – SP.
1970 – Inicia o Curso Técnico em Comércio – Escola Bento Quirino – Campinas – SP.
1970 – Volta com a família para morar em Japurá e em
seguida, vai para Cianorte.
1970 – Sua família monta uma Lanchonete no Centro de
Cianorte.
1970 – Consegue seu primeiro emprego no sistema bancário.
1972 – Conclui o Curso de “Técnico em Contabilidade” no
Colégio Rocha Pombo, hoje CEC.
1975 – Casa com Nerci Aparecida Cenzollo, em 5 de abril.
1975 – Sua família constitui a Ótica Ademar em Cianorte, em 17 de dezembro.
1977 – Nasce sua primogênita: Eliane Correia de Oliveira.
1977 – A Ótica Ademar se associa a ACIC, em 19 de agosto.
1982 – Nasce seu segundo filho: Ricardo Correia de Oliveira.
1983 – Muda-se para Campo Mourão – Gerente do UNIBANCO.
1986 – Março – Retorna para Cianorte.
1986 – Toma posse no Rotary Club de Cianorte Furquim de Castro, em 01 de abril.
1986 – Sai do Banco onde trabalhava de vez para o comércio, assumindo a Ótica Ademar.
1997 – Toma posse como Vice-prefeito de Cianorte, gestão 1997/2000.
2001 – É reeleito Vice-prefeito de Cianorte, gestão 2001/2004.
2005 – Conclui o curso de Tecnologia em Gestão Estratégica de Organizações – UNIPAR.
2018 – É eleito Presidente da Associação Comercial e Empresarial de Cianorte.

Deixe seu comentário